_

Genecias Noronha comenta a Medida Provisória 715/16

genecias maioNesta terça feira, 31, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou Medida Provisória 715/16, que abriu crédito extraordinário para o Ministério do Desenvolvimento Agrário, no valor de R$ 316 milhões de reais.

Este recurso será aplicado como contribuição ao Fundo Garantia-Safra, viabilizando o pagamento das parcelas e ajudando mais de 440 mil famílias e agricultores participantes do Programa, que foram prejudicados pelos efeitos da estiagem verificada nas localidades citadas no teor da MP.

O líder do Solidariedade, deputado Genecias Noronha (CE), acrescenta que grande parte dos municípios na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste – SUDENE, apresentou perdas nas suas culturas.

 

“Estima-se que cerca de 80% dos agricultores familiares que aderiram ao citado Programa tiveram grandes perdas comprovadas, algumas, superiores a 50% da produção. Isso é uma tragédia para o povo que depende da agricultura para seu ganha pão.”, afirma o parlamentar.

Segundo Noronha, há relevância e urgência quem justifique a liberação deste crédito extraordinário.

“Devido à intensidade do fenômeno da estiagem, considerada a pior dos últimos cinquenta anos, exigindo intervenção imediata para garantir a sobrevivência da população.”, finaliza.

A imprevisibilidade explica-se porque na Safra 14/15, apesar de chover em parte do Nordeste, a espacialidade e a temporalidade das chuvas, características do clima seminário brasileiro, afetaram a colheita dos agricultores nordestinos.

Nesta terça feira, 31, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou Medida Provisória 715/16, que abriu crédito extraordinário para o Ministério do Desenvolvimento Agrário, no valor de R$ 316 milhões de reais.

Este recurso será aplicado como contribuição ao Fundo Garantia-Safra, viabilizando o pagamento das parcelas e ajudando mais de 440 mil famílias e agricultores participantes do Programa, que foram prejudicados pelos efeitos da estiagem verificada nas localidades citadas no teor da MP.

O líder do Solidariedade, deputado Genecias Noronha (CE), acrescenta que grande parte dos municípios na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste – SUDENE, apresentou perdas nas suas culturas.

Estima-se que cerca de 80% dos agricultores familiares que aderiram ao citado Programa tiveram grandes perdas comprovadas, algumas, superiores a 50% da produção. Isso é uma tragédia para o povo que depende da agricultura para seu ganha pão.”, afirma o parlamentar.

Segundo Noronha, há relevância e urgência quem justifique a liberação deste crédito extraordinário.

Devido à intensidade do fenômeno da estiagem, considerada a pior dos últimos cinquenta anos, exigindo intervenção imediata para garantir a sobrevivência da população.”, finaliza.

A imprevisibilidade explica-se porque na Safra 14/15, apesar de chover em parte do Nordeste, a espacialidade e a temporalidade das chuvas, características do clima seminário brasileiro, afetaram a colheita dos agricultores nordestinos.